Estatísticas de JogadoresGiselle Andreolla (sccp scouts)

Jogo coletivo ruim, pontos positivos interessantes.

Análise individual: Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (3 rodada paulista 2019)

Quem te viu quem te vê, Corinthians. Após um 2018 apático, onde o time precisou muito de seus meio campistas e zagueiros para balançar as redes – nas poucas vezes que balançou – o Corinthians inicia um 2019 completamente atípico para o que foi nos últimos anos. Fartura de atacantes que poderiam ser titulares em qualquer time e que colocam dúvidas deliciosas na cabeça do Carille, meio de campo e defesa ainda tentando encontrar as melhores peças para atuar.

A única certeza para o torcedor corinthiano quando o assunto é sistema criativo,  tá na capacidade técnica e inteligência tática de Jadson, e no apoio acima da média pelo lado direito com o Fagner.

Para a partida da última rodada, o Carille apresentou um time alternativo e com jogadores atuando em funções ainda não exploradas por eles. Em tese, o Corinthians iniciou o jogo num 4-2-3-1, mas a movimentação do Araos pela direta acabou apontando um 4-1-4-1.

Léo Santos (zagueiro improvisado pela direita), Marllon, Pedro Henrique e Danilo Avelar;Thiaguinho, Araos; Pedrinho, Matheus Vital, Gustavo Silva; Gustagol

Não é segredo que o Carille conversa com o Matheus para que ele seja mais participativo nos jogos. Geralmente ele atua de maneira extremamente posicional, esperando que alguém o acione pela esquerda, mas contra a Ponte ele buscou mais o meio de campo e foi orientado a finalizar mais, executar passes mais agudos e controlar o sistema de criação da equipe.

Na prática, a linha formada por Araos, Pedrinho, Matheus Vital e Gustavo Silva pouco conseguiu produzir. A falta de prática nas posições e entrosamento entre os jogadores deixaram o jogo monótono, e a Ponte muito mais próxima da vitória que o contrário. No segundo tempo, com as entradas de Jadson e Fagner, o time ficou mais envolvente e agudo, e foi na construção de jogada pelo lado direito (o mais forte do time até aqui) que saiu o gol depois de uma trama entre Pedrinho e Fagner e a finalização impecável do Gustagol dentro da área.

Veja a média de movimentação do time antes das substituições e depois das substituições (via @sccpcouts)

Movimentação médio do time antes das substituições (via @sccpscouts )
Movimentação média do time depois das substituições (via @sccpscouts )

Pontos individuais a serem destacados:

Araos

O Araos ainda tenta buscar um espaço no time, ano passado foi pouco aproveitado e quando atuou,

Araos – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

pouco apresentou além de instabilidade emocional. Não considero uma contratação mal feita, apenas no momento errado. Com organização e paciência, talvez ele consiga se sentir mais a vontade no time e mostrar o que vimos na Universidad de Chile, um jogador de muita mobilidade, que se projeta bem com a bola nos pés, tem drible, ataca bem os espaços, tem ampla visão de jogo para encontrar o companheiro em melhor condição de receber a bola, além de bom finalizador. Contra a ponte, mais uma vez, deixou a desejar e foi pouco participativo, tanto que foi substituído no segundo tempo.

• 57 minutos em campo

• 22/26 passes certos

Mapa de calor - Araos - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de calor – Araos – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 1/1 bolas longas precisas

• 1 finalização pra fora

• 3/7 duelos vencidos

• 1 bola perdida

• 1 falta cometida

• 1 corte

• 2 interceptações

• 1/3 desarmes concluídos

Matheus Vital

Matheus Vital - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Matheus Vital – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

O Matheus Vital vem conversando com o Carille, que espera dele um jogador mais pensante e agudo, com passes verticais e buscando finalizações. No jogo de sábado, ele atuou mais pelo meio tentando fazer o papel do Jadson que estava no banco de reservas. O primeiro tempo foi muito apagado, buscou muito o lado esquerdo e pouco se movimentou, aparecia para tocar de lado e até tentou finalizar, mas não levou perigo para a meta adversária. No segundo tempo voltou mais ligado e participativo, procurando a bola em todas as construções ofensivas. Mostrou habilidade para sair da zona de pressão adversária e buscar o passe invertendo a jogada nos espaços abertos, mas faltou entrosamento entre os jogadores para acertar o tempo e posicionamento dessas jogadas.

Mateus Vital em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 90 minutos em campo

• 53/59 passes certos

Mapa de Calor - Matheus Vital - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de Calor – Matheus Vital – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 1 passe decisivo

• 3/3 bolas longas precisas

• 1 finalização ao alvo

• 2 finalizações bloqueadas

• 1/2 dribles bem-sucedidos

• 7/9 duelos vencidos

• 2 faltas sofridas

• 1 corte

• 1 interceptação

• 1/3 desarmes concluídos

Pedrinho

Pedrinho - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Pedrinho – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

O Pedrinho começou muito parado e sem companhia para ser lançado a frente, após a pausa da chuva ele voltou mais participativo e atuou bem nas saídas de bola, mas ainda preso na falta de entrosamento e dinâmica do time. No segundo tempo, com a entrada de Jadson e Fagner, o seu futebol melhorou pois conseguiu atuar em sua zona de conforto, aberto pela direita e recebendo passes para conduzir em velocidade. Foi em uma troca de passes rápidos e em progressão que ele ficou livre para cruzar a bola dentro da área que resultou no gol do Gustagol.

Pedrinho em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 90 minutos em campo

• 1 assistência

• 33/42 passes certos

Mapa de calor - Pedrinho - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de calor – Pedrinho – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 2 passes decisivos

• 1/2 cruzamentos precisos

• 2/3 bolas longas precisas

• 1 grande chance criada

• 1 finalização pra fora

• 1 finalização bloqueada

• 0/1 dribles bem-sucedidos

• 3/9 duelos vencidos

• 2 bolas perdidas

• 1 falta cometida

• 2 interceptações

• 1/1 desarmes concluídos

Marllon

Marllon - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Marllon – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

O Marllon não é o preterido hoje para a vaga de titular ao lado do Henrique, mas com certeza venderá caro a posição. O Manoel, que em teoria é o dono da posição, ainda fará a sua estreia na próxima rodada, e vai com uma sombra cruel do ex zagueiro da Ponte Preta nas costas. Além de fazer uma cobertura de área muito boa, direcionando o adversário a atacar pelos pontos de mais difíceis projeções ofensivas, o Marllon tem um tempo de bote muito bom, espera até o ultimo momento para fazer o corte preciso. Outro ponto positivo do jogador é que ele ajuda bem a saída de bola do Corinthians, com alto índice de passes certos e um número considerável de passes longos bem sucedidos. Veja:

Marllon em jogos oficiais pelo Corinthians:

• 5 jogos (titular em todos)

• 450 minutos em campo

• 306/337 passes certos

Mapa de Calor - Marllon - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de Calor – Marllon – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 15/29 bolas longas precisas

• 10 interceptações

• 12/14 desarmes feitos

• 18 cortes

• 24/32 duelos ganhos

• 1 falta cometida

• 3 faltas sofridas

Gustagol

Gustagol - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Gustagol – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Gustagol, o que falar desse homem que mal voltou e eu já considero pacas? Se o Marllon põe dúvidas quanto a dupla de zaga, imagine o tique taque na cabeça do Carille para escolher o homem gol? É o nome menos badalado que chega para o ataque corinthiano, porém, é o que tem decidido jogos. Tudo bem que os demais ainda não jogaram, foi apenas uma estreia rápida do Boselli na partida, mas o Gustavo aproveitou e muito bem esses primeiros jogos. Faz bem o pivô, busca a tabela com os homens que vem de frente, ajuda a pressionar a saída de bola adversária, se posiciona bem para fechar as linhas de passe, ajuda nas bolas aéreas defensivas, cabeceia muito bem contra a meta adversária, por pouco não fez mais gols na partida dessa maneira, e tem faro de gol. Se o time ainda não encontrou o melhor jeito de construir as jogadas, se ainda não é tão criativo, o Gustavo aproveita as poucas vezes em que é acionado e leva muito perigo ao adversário, além de dos 3 gols em 4 partidas (3 rodadas do paulista e 1 amistoso contra o Santos). Veja os números do nosso goleador:

Gustavo em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 90 minutos em campo

• 1 gol

• 1 finalização ao alvo

Mapa de calor - Gustagol - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de calor – Gustagol – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 3 finalizações pra fora

• 8/12 passes certos

• 2 passes decisivos

• 9/16 duelos vencidos

• 1 bola perdida

• 4 faltas sofridas

• 3 faltas cometidas

• 4 cortes

• 1/1 desarme

Thiaguinho

Thiaguinho - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Thiaguinho – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

O Thiaguinho é outro jogador que vem aproveitando muito bem as oportunidades enquanto os preteridos para a posição estão em recuperação física. Tem boa saída de bola, é seguro defensivamente, e olha que contra a Ponte, devido a escalação alternativa, estávamos todos preocupados com uma possível fragilidade acima do tom no setor defensivo. No primeiro tempo, quando os jogadores estavam buscando muito as extremidades e havia um vácuo pelo meio, ele foi o encarregado de sair com a bola e distribuir os lances, e o fez bem, sem comprometer o sistema defensivo, muito seguro ainda que atuando sozinho pelo meio. É um jogador muito completo para a posição que, apesar de ainda não estar definida, talvez seja uma das que temos mais opções de alto nível.

Thiaguinho em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 90 minutos em campo

• 45/55 passes certos

• 1 passe decisivo

Mapa de calor - Thiaguinho - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de calor – Thiaguinho – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 2/4 bolas longas precisas

• 7/11 duelos vencidos

• 2 faltas sofridas

• 2 faltas cometidas

• 1 cartão amarelo

• 2 cortes

• 0/3 desarmes concluídos

Jadson e Fagner

Jadson - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Jadson – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Coloquei os dois juntos pois são velhos conhecidos da torcida e foram os nomes que mudaram o jogo. É impressionante a habilidade dos dois em chamar a responsabilidade, acionar os jogadores da equipe e potencializar a qualidade deles. O Jadson, pelo meio, funciona como uma engrenagem que faz todo o time acontecer, é realmente uma pena que o físico e a idade não o ajudem, mas sobra qualidade técnica para compensar. Está sempre bem posicionado e aciona sempre a melhor opção de ataque. Com dois toques

Fagner - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Fagner – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

brilhantes no meio do campo construiu uma jogada que quase permitiu o time abrir o placar. Alguém tem dúvidas de que é o melhor jogador do time? Já o Fagner, com seu alto nível técnico para driblar, explorar o espaço entre o corredor central e a lateral para armar jogadas e passes precisos, colocou o Pedrinho no jogo e participou de uma trama interessantíssima, que vem sendo o ponto forte do Corinthians, e que tem tudo para ser impulsionado com a aproximação do Ramiro, e que resultou no único gol da partida. QUE HOMENS!

Jadson em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

Mapa de calor - Jadson - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de calor – Jadson – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 33 minutos em campo

• 28/29 passes certos

• 2 passes decisivos

• 2/3 cruzamentos precisos

• 6/7 bolas longas precisas

• 1 grande chance criada

 

Fagner em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 20 minutos em campo

• 1/1 desarmes concluídos

Mapa de calor - Fagner - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Mapa de calor – Fagner – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 3/4 duelos vencidos

• 1 bola perdida

• 1 falta sofrida

• 13/16 passes certos

• 1 passe decisivo

• 1/3 cruzamentos precisos

• 1/1 dribles bem-sucedidos

Cássio

Cássio - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Cássio – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

O Cássio mostrou porque é o grande líder do Corinthians. Instruiu a linha defensiva improvisada e cheia de garotos o tempo todo, e quando eles falharam, estava lá para operar milagres. No lance do gol bem anulado da ponte você pode dizer que ele falhou ao perimir o rebote, mas vocês viram o tamanho da chuva e o quão molhado e irregular o gramado ficou? O nosso gigante pontuou essas questões e o Corinthians já se pronunciou que tomará as medidas necessárias para melhorar essas condições de gramado, que nunca antes foram problemas para a Arena Corinthians.

Cássio em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 90 minutos em campo

Mapa de calor - Cássio - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta - (via @sccpscouts)
Mapa de calor – Cássio – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta – (via @sccpscouts)

• 4 defesas

• 17/29 passes certos

• 6/18 bolas longas precisas

• 1 corte

• 2/2 duelos vencidos

• 1 falta sofrida

OUTROS PONTOS INDIVIDUAIS:

Gustavo Silva

Gustavo Silva - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Gustavo Silva – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

O Gustavo Silva pouco apareceu no jogo, fora muito prejudicado pela falta de criatividade do time, porém, foi muito participativo defensivamente, cobrindo as costas do Danilo Avelar e abrindo o corredor para a subida do lateral

 
 

Gustavo Silva em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 66 minutos em campo

Mapa de calor - Gustavo Silva - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)
Mapa de calor – Gustavo Silva – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 16/16 passes certos

• 1/1 dribles bem-sucedidos

• 3/6 duelos vencidos

• 1 bola perdida

• 2 faltas sofridas

• 1 corte

• 1 interceptação

Léo Santos

Léo Santos - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Léo Santos – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Léo Santos atuou como lateral direito improvisado e acabou substituído pelo Fagner no segundo tempo. Não gosto de avaliar atuação de jogadores fora de suas posições, mas o Léo Santos foi apagado, o que não deixa de ser bom, não chamou atenção por entregar o jogo. Foi falha de posicionamento o gol anulado da ponte preta, que ficou um buraco pela direita que é quase impossível ser encontrado com o Fagner em campo, mas não da pra julgar, né. Ofensivamente fez um cruzamento perigoso que passou pela área adversária.

Léo Santos em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 70 min em campo

• 6 cortes

• 1 bloqueio

• 1/2 desarmes concluídos

Mapa de calor - Léo Santos - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)
Mapa de calor – Léo Santos – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 6/11 duelos vencidos

• 2 bolas perdidas

• 53/62 passes certos

• 1 passe decisivo

• 0/5 cruzamentos precisos

• 5/7 bolas longas precisas

• 1 finalização ao alvo

Danilo Avelar

Danilo Avelar - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Danilo Avelar – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Danilo Avelar não comprometeu defensivamente, quando subia para atacar, contava com a cobertura do Gustavo Silva e da velocidade do Pedrinho para fechar a linha defensiva. Na fase ofensiva, apesar de atacar o corredor com frequência, tem pouco aproveitamento por ali. Para surpresa de ninguém, nenhum cruzamento foi certeiro.

 
 

Danilo Avelar em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 90 minutos em campo

• 3 cortes

• 3 interceptações

Mapa de calor - Danilo Avelar - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)
Mapa de calor – Danilo Avelar – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 7/10 duelos vencidos

• 1 falta sofrida

• 1 falta cometida

• 45/49 passes certos

• 0/2 cruzamentos precisos

• 4/5 bolas longas precisas

• 1 finalização pra fora

Pedro Henrique

Pedro Henrique - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Pedro Henrique – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Pedro Henrique teve atuação até de certa forma segura, fez muito a linha de impedimento no lance do gol bem anulado da Ponte preta e teve seu lado pouco explorado. O time de Campinas claramente estava tentando aproveitar o lado direito fragilizado pela improvisação do Leo Santos na lateral.

 
 

Pedro Henrique em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

Mapa de calor - Pedro Henrique - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)
Mapa de calor – Pedro Henrique – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (via @sccpscouts)

• 90 minutos em campo

• 5 cortes

• 1/2 duelos vencidos

• 67/70 passes certos

• 5/7 bolas longas precisas

A GRANDE ESTREIA:

 

Boselli - Corinthians 1 x 0 Ponte Preta
Boselli – Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Finalmente chegou a hora tão esperada por todos nós, torcedores, a estréia do Boselli. Tudo bem que foi muito rapidamente e ele pouco teve oportunidade de participar do jogo, mas sua movimentação fez toda diferença para o gol do Gustavo. Enquanto Fagner e Pedrinho trocavam passes envolventes pela direita, o argentino desceu verticalmente para esquerda e carregou 3 marcadores com ele, deixando um vácuo na área, exatamente onde o Pedrinho mandou o passe para o Gustagol chegar e fuzilar a bola em uma linda finalização.

Mauro Boselli em Corinthians 1-0 Ponte Preta:

• 24 minutos em campo

• 2/4 passes certos

• 1 falta cometida

Dados gerais de Corinthians 1-0 Ponte Preta:

64% | Posse de bola | 36%

13 (3) | Finaliz. (ao alvo) | 13 (4)

6 | Escanteios | 10

0 | Impedimentos | 3

1 | Amarelos | 2

4 | Defesas do goleiro | 2

544 | Tentativas de passe | 209

87% | Precisão no passe | 73%

5/21 | Cruzamentos | 5/23

8 | Bolas perdidas | 13

57 | Duelos vencidos | 36

18 | Disputas aéreas | 19

10 | Desarmes | 8

10 | Interceptações | 8

32 | Cortes | 22

O time terminou em um 4-1-3-2 losango, com Boselli e Gustagol à frente. Isso pirou a fiel no twitter que pediu essa escalação como titular. Por mais que seja promissora, é muito arriscada, expõe muito nossa defesa, mas é um esquema a ser trabalhado para situações de jogo, aqueles que preferimos não passar, mas sabemos que vamos, afinal, ganhar de 1×0 no final do jogo é a nossa especialidade.

Quarta-feira, diante do RB Brasil, o Corinthians deve ir escalado com o que o Carille e sua comissão técnica acreditam que seja de melhor que o time tenha disponível nesse momento. A estreia foi de longe a mais promissora nos aspectos coletivos. Temos muitas dúvidas sobre como será o trâmite pela esquerda, se o Sornoza atuara na ponta, ou se atuaremos só com um volante para trazê-lo mais para o meio e um ponta de ofício jogar por ali, fato é que existe ainda muita expectativa pelo possível retorno do Arana, só então esse setor ficará melhor desenhado, seja com a contratação do lateral titular do título brasileiro de 2017 ou com a manutenção do camisa 35.

E pra você, quem foi o melhor e quem foi o pior em campo?

Giselle Andreolla do Corinthians Scouts para o Timão Hoje!

Até a próxima resenha e Vai Corinthians

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios